Jurubeba: benefícios e propriedades medicinais

 

A planta é nativa das regiões Norte e Nordeste do Brasil. A jurubeba (Solanum paniculatum L.) é uma planta medicinal também conhecida em alguns lugares como: jurubeba-verdadeira, jupeba, juribeba,jurupeba, gerobeba e joá-manso.

Propriedades

As propriedades dessa planta são as mais diversas, tais como:  anti-inflamatórias, cicatrizantes, depurativos do sangue, descongestionantes, digestivos, diuréticos, estimulantes, laxantes e tônicos. Em detrimento das muitas atividades farmacológicas da jurubeba pela Farmacopeia Brasileira, a planta é citada oficialmente para o tratamento de anemia, desordens digestivas e problemas no fígado.

Componentes
As propriedades terapêuticas da jurubeba devem-se aos esteroides, saponinas, glicosídeos e alcaloides presentes nas raízes, caule, folhas e frutos.

A jurubeba possui resinas com atividades cardiotônicas e colagoga. Alguns componentes da fração das resinas (jurubina e jurubepina) são consideradas os princípios ativos responsáveis pela ação cardiotônica. Seus alcaloides, especialmente a solanina, apresentam, em doses baixas por via oral (> 1mg/kg), ação analgésica e anti – pruriginosa. Esta ação é mediada através do bloqueio dos impulsos dolorosos no sistema nervoso.

Os princípios amargos da jurubeba aumentam a secreção de suco gástrico e entérico, melhorando o processo digestivo. Os extratos da planta apresentam atividade inotrópica positiva em coração isolado de sapo.

Pequenos estudos realizados com extrato aquoso de jurubeba, com objetivo de comprovar seu efeito na úlcera gástrica crônica em ratos induzida por 50ml de ácido acético 10% e 50ml de salina, mostram que o extrato acelerou a cicatrização das lesões gástricas crônicas na dose de 250 a 500 mg/kg de peso.

Contraindicações e efeitos colaterais
Contraindicações e efeitos colaterais da jurubeba .Apesar da gama de indicações clínicas devido a seus compostos, estes também possuem efeito tóxico se ingeridos em excesso, de modo que não se recomenda a ingestão frequente de preparações à base de jurubeba. São os sintomas de toxidade: diarreias, náuseas, sintomas neurológicos e vômitos.

.Atenção! A espécie Solanum paniculatum faz parte da Relação Nacional de Plantas Medicinais de Interesse ao SUS (RENISUS), constituída de espécies vegetais com potencial de avançar nas etapas da cadeia produtiva e de gerar produtos de interesse do Ministério da Saúde do Brasil.

Essa planta faz parte da relação de 71 plantas aprovadas pela ANVISA e o Ministério da Saúde  .para ser usada pelo SUS.

Obs: Este site dá dicas sobre saúde e informa sobre  tratamentos alternativos.Portanto, não substitui um especialista. Procure sempre seu médico.

.

.

 

Compartilhar