O que fazer quando uma espinha de peixe fica presa na garganta?

Peixes são alimentos saborosos e saudáveis, mas podem ser perigosos por causa das pequenas espinhas que podem ser engolidas sem querer.

Diante do problema, elaboramos uma lista com coisas que pode fazer caso tenha engasgado com espinhas.

Qual o perigo?
Além de a espinha de peixe provocar dor e incômodo, os tecidos em contato com ela podem inflamar. Além disso, pode surgir inchaço, o que dificultaria a captura do resíduo e provocaria asfixia, sobretudo em crianças. Portanto, a melhor ideia sempre é retirar a espinha o quanto antes.

O que deve evitar:
Diante de uma pessoa engasgada, não dê palmadas nas costas nem aplique a manobra de Heimlich (é uma técnica de primeiros socorros, utilizada em casos de emergência por obstrução de corpo estranho). Do contrário, prejudicaria ainda mais a mucosa.

Não tente empurrar a espinha com alimentos duros, embora popularmente esta seja uma recomendação comum. Isso poderia fazer com que a espinha quebre ou se aloje ainda mais profundamente, tornando a tarefa de retirá-la ainda mais difícil.

Procura o médico se:
Não estiver não aguentar a dor, sentir asfixia ou se cuspir sangue.
A vítima for uma criança.
A espinha estiver, por horas, presa, sem sair do lugar.
Não tiver a certeza de que já foi eliminada.

O que fazer:
Fique calmo, evite o pânico; geralmente, as espinhas são muito pequenas para cortar a respiração.

Tussa com cuidado; isso pode ajudar se a espinha não estiver muito profunda. Caso a dor se agrave, pare de tossir.
Se tiver uma pinça longa (15 a 20 cm), use-a para retirar a espinha: provavelmente, o corpo estranho estará num ponto visível. Pegue num espelho e uma lanterna para examinar a garganta. Se tiver outra pessoa para fazer isso, melhor.

Beba água. Não se preocupe com o estômago, pois ele é capaz de digerir a espinha sem problemas.

Engula algo macio que possa mover a espinha, retirando-a da garganta: uma banana, um marshmallow, pão com manteiga de amendoim, arroz bem cozido, purê de batata… O importante é que a comida esteja bastante umedecida com saliva, azeite ou água.

Ingira óleo vegetal para facilitar a movimentação da espinha. Isso irá também lubrificar a garganta, ajudando a evitar inflamações.

Depois de retirar a espinha:
Talvez até mesmo depois de ter ido ao médico, continue com a sensação de que a espinha continua no mesmo lugar. Não se preocupe, esse efeito é temporário.

Para acabar com esta sensação, tome um banho morno para aliviar a garganta e relaxar os músculos.

Coma algo leve, como um mingau de aveia.

Faça gargarejo com qualquer anticéptico, evitando a inflamação da garganta.

Compartilhar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!