A jovem indígena que participou de um concurso de beleza e conquistou o júri

Aparentemente o ideal de beleza imposto pela sociedade, parece perder mais e mais força, e o desempenho e triunfo de uma jovem indígena em um concurso de beleza no México, mostra isso.

Seu nome é Yukaima González, ela, assim como muitos mexicanos, não achava que poderia ganhar um concurso de beleza sem ter cabelo loiro e olhos claros. Mas para a surpresa de todos os presentes, sua beleza nativa deixou o júri sem palavras.

Resultado de imagem para photo shoot

A bela jovem pertence ao povo Huichol, uma das mais antigas comunidades indígenas no México.

O nome civil de Yukaima (Yukaima é seu nome indígena) é Maria Isabel, tem 18 anos de idade e é uma estudante de educação física. Na cultura Huichol os avós são os que têm a responsabilidade de colocar o nome indígena nos netos.

Entre as muitas coisas que os Huicholes nunca imaginaram, é que uma jovem mulher no seu meio poderia ganhar um concurso de beleza. Isso porque os colonizadores implantaram a ideia de que as mulheres indígenas não eram belas, apenas aquelas que eram loiras, altas e tinham olhos claros e para elas, apenas as mulheres que tinham  essas características podiam participar de um concurso e ganhar.

Graças a um amigo, Yukaima teve a coragem de participar neste concurso de beleza em Nayarit. Deixando para trás a menina tímida e com terror para falar em público.

A história desta jovem mulher não é de apenas uma menina bonita que ganhou um concurso de beleza, mas é sobre a vitória da cultura indígena contra a discriminação que durou séculos no México.

Muitas pessoas relacionam com Yukaima com Yalitza Aparicio, a atriz mexicana de origem indígena que foi nomeada para o Oscar, graças ao filme Roma, dirigido por Alfonso Cuarón.

A moça é defensora dos direitos das comunidades indígenas. Ela acredita que, embora esta seja uma esperança para as comunidades indígenas, ainda há muito a ser feito para garantir que haja igualdade de direitos e reconhecimento da cultura indígena.

A menina é realmente bonita e não só tinha o direito de participar de um concurso deste tipo, mas também foi uma aspirante digna de tal triunfo.

O que acha disso?

Compartilhar