Este homem salvou a vida de mais de 300 pessoas em 13 anos

A ponte do rio Yangtze em Nanjing, na China, é um dos locais de suicídio mais populares do mundo, e um homem chamado Chen Si é voluntário nessa mesma ponte todos os fins de semana, já há 15 anos. Até hoje, ele já salvou mais de 330 pessoas!

Os cineastas Jordan Horowitz e Frank Ferendo lançaram um documentário sobre Chen em 2016.

O improvável “Anjo” de Nanjing, como Chen Si é conhecido, começou a ir à ponte em 2003. Chegou a Nanjing para trabalhar e conheceu um ancião que lhe deu muitos conselhos otimistas. Infelizmente, o senhor adoeceu pouco tempo depois e os seus filhos começaram a discutir sobre a herança, levando o idoso a recusar-se a comer e eventualmente falecer.

Este incidente foi um dos principais fatores de motivação para Chen ajudar os outros. Ele acredita que se fosse apenas falar com o senhor, as coisas poderiam ter sido diferentes. “O que poderia ser mais importante do que a própria vida?”, questiona Chen..

Todos os fins de semana, Chen viaja 25 km para chegar à ponte às 7h30 da manhã. Ele patrulha a ponte de bicicleta e a pé. Se encontra alguém que quer saltar da ponte, ele fala com a pessoa e convence-a a não fazer isso. Caso ele não esteja lá quando alguém precisa de ajuda, ele fez questão de deixar o seu número na ponte para que as pessoas lhe possam ligar.

Uma das razões pelas quais Chen consegue ajudar essas pessoas é porque ele entende o que elas estão sentindo. Muitos dos que se suicidam na ponte não são realmente de Nanjing, mas migrantes que trabalham fora de casa na cidade.

Chen disse que já foi uma dessas pessoas, chateado com a vida e longe de casa, mas ele descobriu que há muito mais pelo que viver e não quer que ninguém desperdice a sua vida assim.

Ser um “Anjo” apresenta os seus próprios riscos. A compaixão de Chen Si tem os seus próprios riscos – ele já foi atacado mais de uma vez ao longo dos anos, por pessoas que tentou salvar.

Neste trabalho, ferimentos ocasionais sofridos por resgates com carga emocional são um risco que Chen está disposto a correr.

Chen Si gasta o seu próprio dinheiro para manter o seu centro comunitário aberto e ajudar os necessitados. Ele trabalha por tempo integral para apoiar o seu trabalho humanitário e sustentar a própria família, o que só lhe permite ir até a ponte nos fins de semana e feriados.

Muitas pessoas, ao conhecer a sua história, questionam como podem ajudar Chen Si, pelo que os cineastas criaram uma página de doação oficial e segura, cujos fundos angariados revertem diretamente e na sua totalidade para Chen.

Fonte: Partilha

Compartilhar