Ex-seringueira viúva forma 11 filhos na faculdade

Imagem: Adelcimar Carvalho/G1

Moradora do Acre, zona rural de Cruzeiro do Sul, Marlene da Costa Maciel, junto com o marido abandonaram o trabalho em um seringal para dar estudo e oportunidade aos seus 14 filhos.

Passaram a viver em uma propriedade rural no Ramal Macaxeiral.

Dos 14 filhos do casal ainda vivos, 11 se formaram no ensino superior, dois estão concluindo o curso e o outro ainda não ingressou na faculdade.

O marido de Marlene faleceu em 2015, não tendo como ver o sucesso da família.

“Meu marido dizia que ou colocava todos na escola, ou não colocava nenhum. Plantamos muita roça para fazer farinha. Quem estudava de manhã trabalhava à tarde e quem estudava à tarde trabalhava pela manhã. Quem estudava à tarde saía de casa às 10h30 e só chegava às 20h,” diz Marlene.

Graças ao esforço dos pais, os filhos têm variadas formações: assistência social, letras, educação física, enfermagem, ciências contábeis, engenharia, pedagogia e medicina.

“Eles sempre foram unidos. Primeiro trabalharam quatro nos Correios. Depois começaram a fazer concursos e foram passando. Hoje tenho quatro na Polícia Civil, dois no Iapen [Instituto de Administração Penitenciária] e uma no Corpo de Bombeiros. Sinto muita emoção. Isso é providência divina em nossas vidas, sinto muito orgulho dos filhos que tenho”, diz Marlene emocionada.

Os filhos de Marlene são muitos unidos e seguiram a carreira pública, sendo que dos 14 filhos, 7 trabalham em órgãos da Segurança Pública do Estado.

Jerry Maciel, 37 anos, filho mais velho do casal, diz que o sucesso da família se deve à força da mãe.

Fonte: G1

Compartilhar