Funcionária de uma creche sufoca bebê até a morte porque ela chorava muito e não queria dormir

Leah Walden, de 24 anos, confessou a autoria do assassinato da pequena Reese Bowman. Entenda o que aconteceu!

A funcionária de uma creche no centro de aprendizagem Rocket Tiers, Baltimore, admitiu ter ficado frustrada, pois a menina de oito meses não parava e se recusava a dormir e sufoco-a com um cobertor. Porém, toda a ação da mulher foi filmada pelas câmeras no local.

O assassinato aconteceu em maio de 2017 e a audiência foi realizada na terça-feira, onde a Juíza do caso, Althea Handya, condenou-a a 70 anos de prisão.

O pai, Justin Bowman, chorando falou as seguintes palavras no tribunal:

“Eu nunca vou ver a minha filha dar os seus primeiros passos, abraçá-la, beijá-la, confortá-la quando ela estiver assustada, ouvi-la dizer ‘te amo’. Estou devastado.”

E olhando para a assassina, disse:

“Minha filha conseguiu mais na sua curta vida, do que aquela mulher jamais conseguirá.”

Segundo a advogada assistente de Baltimore, Anne Colt Leitess, que a assassina anteriormente tinha falado a uma colega do trabalho: “Estou frustrada. Estou cansada desta garota. Eu a odeio. Me dá vontade de dar um soco na sua cara…”

Onde vamos parar! Comente e compartilhe!

Compartilhar