Moradora de rua tem a sua arte exposta e vende tudo em poucas horas

Esta é a história de Jhalanie Mutuan, uma mulher que vivia nas ruas de Manila, nas Filipinas, e pedia esmola para conseguir sobreviver.

A moradora de rua, nem sempre conseguia algo para comer, e acabava revirando os latões de lixo à procura de algo para comer.3

Em uma ocasião, quando estava fazendo isso, Jhalanie encontrou três lápis de cera e um normal, e isso fez renascer a sua paixão pela arte.

Depois de juntar algumas moedas, comprou folhas de papel e dedicou-se ao desenho, cujo o objetivo era vender sua arte para sobreviver.

Uma pessoa amou o trabalho feito por Jhalanie e resolveu compartilhá-lo nas redes sociais.

Um grande artista plástico, Coco Torre, ficou sabendo do trabalho da mulher e resolveu expô-lo na sua galeria Space Philippines.

4

Ficaram alguns dias procurando, finalmente encontraram-na numa rua, justamente no seu dia de aniversário, e convenceram-na a fazer a exposição, que foi bastante divulgada nas redes sociais.

Surpreendentemente, centenas de pessoas foram à galeria para ver o trabalho da moradora de rua, chamado “sonhos de calçada”.

Durante a exposição, praticamente todos os quadros de Jhalanie foram vendidos, e ela até fez desenhos e pinturas personalizados para os visitantes.5

Agora, com o dinheiro da exposição, a artista quer voltar à cidade natal e comprar um terreno para a família poder construir uma casa. Posteriormente, quer voltar a Manila, onde tudo começou.

Compartilhar