Pinguim nada 8000 km todos os anos para visitar o homem que salvou sua vida

O pinguim Dindim viaja todos os anos das águas frias da Patagônia para uma pequena vila de pescadores no Brasil para visitar um pedreiro aposentado que salvou sua vida em 2011. Uma relação incomum e preciosa de amizade.

João Pereira de Souza é um pedreiro aposentado de 71 anos que pesca por meio período. Ele encontrou Dindim, um pinguim da Patagônia, coberto de óleo e morrendo. No entanto, depois que João cuidou dele, Dindim não queria ir embora, embora no final tenha ido embora. Mas o idoso ficou surpreso ao vê-lo voltar no ano seguinte, e no próximo e em todos os seguintes.

Dindim tenta sempre dar bicadas a quem tenta aproximar-se dele, mas quando se trata de João, até se atira para o colo dele, deixa que este o alimente, que lhe dê banho e pegue nele.

Muitas pessoas disseram a João que Dindim nunca regressaria, mas a verdade é que o pinguim tem visitado o seu salvador todos os anos desde 2011, nadando 8000 km para o efeito.

Compartilhar