Utilidades incríveis do cravo da índia que você provavelmente não sabia

O cravo é uma especiaria muito usada em algumas gastronomias da América Latina. Encontramos alguns dos usos menos comuns em nossa cultura, o que será muito útil no nosso dia a dia.

Veja abaixo alguns:

Falta de apetite:
o cravo abre o apetite, então é bom tomar algumas gotas de óleo de cravo com mel meia hora antes de comer. Ajuda também em casos de anorexia.

Expectorante: para expulsar secreções e inflamação dos tubos brônquicos, prepare uma infusão de uma colher de sopa de cravos por um litro de água. Beba 3 vezes ao dia.

Dor de cabeça: prepare uma pasta com um pouco de sal grosso, cravo moído e algumas gotas de água. Aplique nas têmporas e testa para reduzir a dor de cabeça.

Mau hálito: em algumas lojas, já é possível encontrar enxaguante bucal com cravo. Caso não encontre o produto, prepare infusões concentradas de cravo, mantenha-as em uma garrafa bem tampada e use-as como enxaguante após escovar os dentes. Com isso, você terá sempre um hálito fresco e uma boca livro dos germes.

Dor de dente: coloque um ou dois cravos ao lado do dente que causa dor e desaparecerá. Também funciona se você remove um dente e acabou o efeito anestésico.

Gases: se você tem gases, obtenha um óleo de cravo(em lojas de produtos naturais) e tome 3 gotas em um copo de água 3 vezes ao dia por 2 semanas.

Alívio de Vômitos e enjoos: se você sofre com enjoos durante viagens, tome duas gotas de óleo de cravo junto com uma colherada (das de café) de mel meia hora antes de embarcar.

Insônia: o cravo possui ação sedativa. Assim, seu consumo na forma de infusão ou misturado às refeições ajuda no combate à insônia.

Diarreia ou inflamação no intestino: se você estiver entre os que sentem o intestino inflamado ao fim do dia, misture cravo às refeições ou tome uma infusão de cravo durante o dia. Em pouco tempo, você sentirá que o desconforto desapareceu. Caso esteja com diarreia, apenas beba uma infusão feita a partir de uma colherada de cravos em um litro de água durante o dia para acabar com o problema.

Cuidados: estiver grávida ou amamentando; em crianças com menos de 6 anos; tiver gastrite, úlceras ou doenças do fígado; sofrer do mal de Parkinson; tiver epilepsia ou alergia respiratória.

Obs: este site fala de tratamentos naturais alternativos. Portanto, não substitui um especialista. Visite o seu médico regularmente.

Compartilhar