Com agulhas feitas por ele mesmo, morador de rua sobrevive fazendo tricô e crochê

Clayton é um morador de rua, muito conhecido no centro de Belo Horizonte, por sua habilidade e criatividade, na arte de trabalhar com crochê e tricô.

Para ele, não é apenas um meio de sobrevivência, mas é uma maneira de focar sua mente em coisas positivas.

O artesão demonstra toda a sua habilidade e realiza seu trabalho, na rua dos Timbiras. Os maiores compradores dos seus produtos são: seus vizinhos e pessoas que passam a conhecer seu trabalho.

Clayton possui um catálogo, com modelos que as pessoas podem escolher, fazendo inclusive encomendas.

São vários produtos fabricados, tais como: toalhas de mesa, panos de pratos, cortinas e roupas.

Os objetos para fabricar o artesanato, como por exemplo, agulhas e o apoio para girar o carretel de linha, ele mesmo fabrica.

Leia mais:

+ Este casal vive há mais de 20 anos dentro de um esgoto, então resolveu mostrar o interior de sua “casa”!

+ Menina não foi à escola por falta de caderno, até delegado fazer doação do material escolar

+ Professora corta cabelo igual ao da aluna que foi excluída por colegas

Note o que uma das clientes disse sobre o artesão: “Clayton é muito caprichoso. Minha sobrinha tem um biquíni lindo feito por ele”.

O artesão exibe com muito orgulho, o trabalho realizado com muito capricho.

O que você achou desse exemplo? Deixe seus comentários!

 

 

Compartilhar